Rádiofobia Podcasts
HostagorBlubrry

Alô Ténica! #39 – Oito dicas para editar mais rápido

Saudações, ouvinte entusiasta do podcast!

Está no ar mais um Alô Ténica!, o seu podcast mensal sobre produção de podcasts, apresentado por Leo Lopes e esclarecendo as mais diversas dúvidas e perguntas relacionadas à produção de podcasts.

Esperamos com este programa ajuda-lo a entender um pouco melhor os vários aspectos dessa mídia fascinante, e também queremos receber seu feedback para que possamos melhorar e fazer um programa cada vez melhor pra você!

No programa deste mês, damos oito dicas simples que podem te ajudar a ganhar preciosos minutos – e até horasno demorado e trabalhoso processo de edição do seu podcast. São elas:

1. Grave o podcast pensando na edição
2. Conheça o material antes de editar
3. Aprenda a usar o seu software de edição
4. Crie templates dos projetos
5. Use múltiplas pistas
6. Use e personalize os atalhos de teclado
7. Ouça em velocidade acelerada
8. Não se preocupe em limpar todos os erros

Você já pratica alguma dessas dicas? Tem alguma outra pra acrescentar? Então compartilhe conosco suas impressões e ideias nas redes sociais e deixe seu comentário no posts, aproveitando para deixar suas sugestões de pauta e novos entrevistados!

Interaja com o Alô Ténica! nas redes sociais:
Siga o @alotenica no tuVítter
Siga o @leoradiofobia no tuVítter
Siga o @radiofobia no tuVítter
Curta a página do Alô Ténica no Facebook
– Curta a página do RADIOFOBIA no Facebook
– Curta a página da RADIOFOBIA Podcast e Multimídia no Facebook

Logo e identidade visual do Alô Ténica!:
Agência Foco

Créditos das músicas usadas neste programa:
– Music by Dan-O at DanoSongs.com
– Music by Kevin MacLeod (incompetech.com) licensed under Creative Commons: By Attribution 3.0 – http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/

iTunes:
Se você tem o iTunes instalado no seu computador e quer assinar o nosso feed, clique aqui!

E-mails:
Ajude-nos a fazer o programa enviando sua colaboração,  dúvida ou sugestão de pauta para alotenica@radiofobia.com.br!

Contato:
Através do nosso formulário de contato, é possível mandar uma mensagem pra gente se você:

– canta, imita, desenha, compunheta ou imita a Gretchen, e acha que tem saco pra ser nosso colaborador;
– quer que a sua melódia seja tocada no pograma;
– tá a fim de mandar alguma dica ou sugestã pra melhorar o seu podcast preferido;
– é chato pra baralho e quer fazer uma reclamação;
– tem um produto ou serviço e quer a sua marca aliada a um pograma da mais alta gabardância;
– é simplesmente um desocupado e quer mandar uma mensagem só pra encher linguiça.

  • José Neto

    Excelente Dicas Léo. obrigado me ajudou muito esclarecendo algumas dúvidas, ainda não comecei a produzir conteúdo, mas em breve farei. Parabéns pelo trabalho e profissionalismo.

    José Paulo Neto
    42 anos Analista de Suporte Mainframe – Brasília

  • Bruno Thomaz

    Excelente programa Léo!
    Eu pessoalmente utilizo o Audition nas minha edições. A função de “Ripple Delete” e “Delete” ficam em botões separados e não precisa “ativar o modo ripple” como no Vegas. Com isso um ripple delete é feito com apenas um comando.
    Outra coisa que pessoalmente não gosto no Vegas é o uso do Split… Já no Audition, posso fazer a seleção direto em cima da trilha.
    De qualquer maneira o importante, como você disse, é conhecer e se acostumar com o programa a ser utilizado pois afinal, a teoria da edição é independente do programa! Eu também já fiz muita coisa no Audacity! Mas quando realmente procuramos melhorar a produtividade e profissionalismo, ele deixa a desejar.
    Mais uma vez, excelente episódio com dicas muito úteis!
    Abraço!

  • 1. Grave o podcast pensando na edição
    Sempre fiz isso desde o finado Aerolitos, com pauta tudo certinho, ajuda muito na edição, pra quem grava e edita o seu próprio conteúdo vale a pena ter esse cuidado. Se você edita pra outras pessoas vale sentar e conversar direitinho o formato, orientar de repente como otimizar esse processo de gravação, antes de iniciar os trabalhos de edição.

    2. Conheça o material antes de editar
    Eu tenho um processo que eu nomeei de Pré-Edição, o que eu faço. Editando as vozes com várias faixas, eu jogo todas no vegas e começo a ouvir o material, nessa primeira ouvida eu já presto atenção na conversa, sincronizo as faixas, e vou resolvendo as sobreposições até o final, não corto os buracos, respirações, gaguejós, só deixo sincronizado. Depois de ir até o final ouvindo todo o material, eu gero uma faixa só e faço o método de edição tradicional, mas ai nesse meio tempo eu já ouvi a conversa e já sei do que se trata o episódio, e já cortei coisas que não precisavam entrar, é um método que ajuda bastante que tem problemas para editar com várias faixas as vozes.

    3. Aprenda a usar o seu software de edição
    Eu peco muito no Vegas, faço o arroz com feijão e preciso melhorar nesse sentido. Quem sabe no próximo workshop do Léo Lope-lhes.

    4. Crie templates dos projetos
    Uma coisa tão simples que eu não estava usando até agora. Não se ganha tanto tempo assim, mas como você mesmo comentou, qualquer 5 minutos já é um ganho lá na frente. Muito bom.

    5. Use múltiplas pistas
    Nossa que bizarro, fiquei admirado com o exemplo do cara que editava no sound forge, quie bom que ele participou do treinamento e melhorou o processo. Utilizo o Vegas também, e utilizo pelo menos de 4 a 6 faixas por episódio, 1 trilha pra voz, 2 trilhas pra música, 2 trilhas pra efeitos, as vezes aplico um efeito sobre a trilha, por exemplo um reverb que vai se repetir várias, já deixo ali aplicado na trilha, ao invés de aplicar sobre aquele único bloco.

    6. Use e personalize os atalhos de teclado
    Eu entendi o que tu explicasse no episódio, mas seria que não teria um vídeo explicando melhor como funciona o auto ripper do Vegas? Porque achei meio confuso. O que eu faço normalmente, é dar o split no S e arrastar a faixa da direita sempre pra esquerda, então eu corto, arrasto o pedaço que quero remover pra direita, e arrasto o bloco inteiro pra esquerda. Deu pra entender? Mas queria aprender melhor o que você explicou.

    7. Ouça em velocidade acelerada
    Acho legal, mas ainda acho bizarro, as vezes eu uso ali no vegas quando estou editando, mas não consigo me acostumar.

    8. Não se preocupe em limpar todos os erros
    Bah, isso foi foda. Já fiz muito disso e o programa realmente fica robótico, tem que deixar muitas vezes as piadas, coisinhas ali passar pra dar um ritmo engraçado e leve no programa.

    Léo, se quiser conversar qualquer hora fico a disposição ai pra chamar no Skype, eu tenho uns métodos de edição meio diferentões e malucos, mas o resultado final fica bom, vide os podcasts que eu edito aí. Então, seria legal ver se existe algo que posso lhe passar ou você me passar além do que foi dito no episódio, é sempre legal trocar uma ideia sobre isso.

    Ótimo programa

    Abraço!

  • Sem dúvida um dos melhores Alô Ténica, para mim até hoje. Tirando o 1, 4 e 7.
    O 1 pois não gravo, apenas edito, mas sempre afirmo a quem grava, seja eu seja outro, facilite sua edição.
    O 4 pois como varia demais, ainda não testei, mas é um caso a se pensar.
    O 7 sei la pq, pois dependendo do programa ouço acelerado mesmo.

    Mas são coisas que sempre recomendo, os demais, mas bom vir de um grande editor. Afinal santo de casa não faz milagre.

  • Uma dica para quem tem Android, existe um APP, que foi criado pensando em Audacity, mas que pode servir para qq um. O mesmo consiste em ao ouvir o APP, ir Criando marcações. Chama-se:

    Time Markers for Audacity

    Com o mesmo pode ser ir ouvindo o bruto, seja no celular, seja onde for e ir criando marcações que pode-se usar depois.

  • Um excelente programa Leo. Realmente algumas dessas dicas eu já praticava, entretanto a dica dos atalhos do teclado está salvando a minha vida. hahaha
    Obrigado por compartilhar os conhecimentos conosco. Um grande abraço.

    Jef Barbosa.

  • Jairo Vieira

    Que programa gostoso 🙂

    Acrescentando 3 centavos de opinião:

    – APAIXONE-SE pelo programa que está editando. Mergulhe no tema, sinta-se um ouvinte interessado. Até porque, você não tem outra opção. Cada episódio é como um filho que precisa ser alimentado de amor e carinho para nascer brilhante! Mas…fica a pergunta: Isso realmente vai ajudar a otimizar tempo? Talvez não. Mas criar rusgas com o áudio ou sentir preguiça para editar, certamente atrasará a conclusão e comprometerá o resultado.

    – O MUNDO É LIVRE ouvir o áudio completo é a dica mais econômica que existe. E sabe o que mais? Você não precisa estar em frente ao desktop ou notebook para fazer isso. Baixe o bruto e coloque no seu mp3 e/ou smartphone e ouça onde quiser.

    – TESÃO (caaalma não é isso) gostar do que se faz é a melhor dica que existe para economizar tempo. Na verdade, quem gosta de editar nem vê o tempo passar. Duro é não ter nada para editar, aí sim o tempo demora…
    Edição é isso! Ame ou deixe quem goste amar 😉

    Saudades lindo Léo Lopes.
    Do romântico e apaixonado,
    Jairo Vieira

  • Yuri Motoyama

    Caramba Léo!! Que programa ANIMAL!
    Atualizando já minhas formas de edição!!! Milhões de vezes agradecido

  • Muito bacana o programa, Léo.

    Acompanho os “Alô técnica” (além do já citado “audacity of podcasting” e uns outros) e também tenho os cursos de radialismo (tanto locução, quanto os que aqui em Poa é chamado de Operador de Áudio).

    “podcasteio” faz pelo menos 5 anos com meu podcast de nicho (futebol; Grêmio. o Mesa de Bar do Grêmio) e faz três anos que trabalho na Rádio Gaúcha (equivalente a CBN aí do sudeste).

    Profissionalmente também uso o Sony Vegas+ Sound Forge e acho essa dupla muito satisfatória. O interessante do programa é que apesar de eu já ser também profissional da área é sempre possível aprender mais um pouco, mesmo que nos detalhes. Suas dicas são todas muito funcionais e verdadeiras, inclusive a de ouvir o áudio em velocidade acelerada, uso muito isso diariamente e é questão de costume para se acostumar.

    As dicas sobre atalho no vegas abriram um pouco mais o horizonte para mim no programa, nunca tinha pensado em criar atalhos. Que ideia maravilhosa. É muito engraçado que mesmo usando o programa pelo menos 6 horas por dia diariamente por 3 anos, nunca me dei conta que poderia fazer isso.

    Trabalhando com rádio (que faz estilo AM) acabei aprendendo a dar mais importância para o conteúdo e relaxar na edição. Deixar as coisas mais ao natural o possível, mas de forma fluída. (que vai muito de encontro com a sua última dica).

    Eu ainda consigo ouvir muitos podcasts, para a minha felicidade, uso um app chamado Beyonpod que possui modo de ouvir os podcast em velocidade acelerada. Dependendo do podcast consigo ouvir em até 2.5x, mas o normal é 2x ou 1,5x.

    Desculpa o comentário longo, ia mandar um e-mail, mas não acho que meu comentário seja classificado como “sugestão”. haha

    Fane Webber, 27 anos. Porto Alegre-RS. Radialista da Rádio Gaúcha.



Nossos parceiros

Jovem NerdRede GeekCidade GamerPelada na NetDanycastPapo de GordoCinecastJurassicastPauta Livre NewsTelhacastTecnocastCafé BrasilNa CalçadaAspiraCastNossocastAnimaTunesPortal do JapaMaestro BillyTeatro de BonecosA Vida com Logan

Siga nossa equipe no Twitter

Rádiofobia Curso de Podcast Alotenica Leo Lopes Velho e Chato Quessa Laurito Marcos Lauro John Vee Jones Bruno Costa Rafa Pizza Ira Croft Tenso Jef Barbosa Pedro Pallotta

Curta nossa página no Facebook