No episódio de hoje um texto regional, mais especificamente mineiro, escrito pelo talentoso Renato Castanhari, que confidenciou a Antônio Viviani que o escreveu pensando em como ele o interpretaria.

O resurtado taí, num bão mineirês, pá mó di ocê oví i sintí, uai!

Se você tem algo escrito de sua autoria ou de alguém que concorde que seja publicado aqui, envie para o e-mail: podcasttextosentido@gmail.com.

 

Bicho danado

Dundia protro
Vi tudo ferrá
Um bicho danado
Chegô sem avisá

Estorvano todo mundo
Paradeza geral
Ô trem cabuloso
Furdunço viral

Cadiquê?
Pra modiquê?

Disgrama di bicho
Custoso dimais

Gastura lascada
Nun ti guento, uai

Alquingéu nas mão
Máscra na cara

Ninguém na cadavó
Fica dendicasa

Vacina tá chegano
Vamu todos aguardá

Um cadim di paciência
Si ispirrá, mió arredá

A prosa tá boa
Mas vô pega istrada

Fica veiáco, Deus ticri
Deixa passá a boiada

Amanhã é outro dia
Tudo vai fica bão
O final tá logo ali
Moita aí, seu cagão

Renato Castanhari

Ouça nossos podcasts onde quiser